PRAÇAS ESCORREGADIAS E PRÉDIOS DE CONCRETO

All stories
  • Heritage
  • Placemaking
  • Plazas

LINHA DE TEMPO

1887

construção do Groote Schouwburg (teatro)

1940

bombardeio do centro urbano de Roterdã, parte do Schouwburg destruída

1947

abertura do teatro temporário Schouwburg

1953

abertura da Lijnbaan, a primeira rua de pedestres sem carros do mundo, com lojas e moradias

1962

abertura da casa de shows De Doelen, na Schouwburgplein (Praça do Teatro)

1966

construção de um estacionamento sob a praça

1987

demolição do teatro temporário Schouwburg

1988

construção do novo Schouwburg

1996

reconstrução da praça e abertura do cinema

2010

Fundação da Associaçao Vereniging Verenigd Schouwburgplein (Associação da Praça Unida do Teatro)

9
instituções culturais
2,3
milhões de visitantes por ano
60
eventos públicos na rua por ano

CONTEXTO

A Schouwburgplein (Praça do Teatro) está localizada no centro da cidade de Roterdã, que foi reconstruído e modernizado depois do bombardeio da II Guerra Mundial. As instituições culturais de artes cênicas mais importantes da cidade estão situadas em volta da Schouwburgplein, atraindo milhões de visitantes por ano. A praça também fica próxima do complexo comercial Lijnbaan, um ícone da reconstrução de Roterdã depois da guerra, e a primeira grande rua comercial do mundo que é exclusivamente de pedestres. Apesar dos tantos visitantes das instituições e das ruas comerciais na proximidade, a praça era um vazio na cidade, ao invés de um lugar para encontros (culturais).

DESAFIO

Um desafio importante é conseguir revelar aos cidadãos a riqueza cultural e o patrimônio moderno dos prédios e trazer vida à praça. Devido à localização da Schouwburgplein, adjacente, porém fora do fluxo de tráfego de pedestres, as pessoas coincidentemente não passam por lá. Além disso, os frequentadores do teatro tendem a chegar apenas um pouco antes do espetáculo e partem logo depois, passando pouco tempo na ou em volta da praça. Três objetivos principais foram estabelecidos para fazer com que a praça ficasse mais atraente: melhorar a sua qualidade física, trazer visibilidade à cultura dentro dos prédios e ativar a praça com programação e eventos.

SOLUÇÃO

Em 2008, a câmara municipal fez uma proposta às instituições culturais: a prefeitura investiria nas melhorias físicas do espaço público, enquanto as instituições programariam eventos ao ar livre para ativar a praça. Isso foi o ponto de partida para a associação Vereniging Verenigd Schouwburgplein, que representa as nove instituições culturais, organizações comunitárias e a associação empresarial. O objetivo da associação é o fortalecimento da praça como uma plaza metropolitana, cultural, receptiva, para todos os habitantes de Roterdã e, dessa maneira, fortalecer a área economicamente.

Desde o seu início, a associação trabalhou em um programa plurianual para ativar a praça e fazer com que ela se tornasse um lugar mais agradável. Muitas mudanças ocorreram nos anos recentes. Espacialmente, os bancos móveis, chamados “Enzo´s”, e um pequeno palco externo foram colocados na praça. A associação também desenhou um programa plurianual para ativar a praça em estreita colaboração com as instituições culturais. O controle está garantido com base num perfil da localização e das atividades, pelo qual o caráter da praça e o tipo das atividades são determinados. Além disso, há coordenação em relação às outras praças na cidade, para alinhar atividades e eventos.

É importante mostrar a riqueza cultural e o patrimônio modernista aos cidadãos

René Dutrieux – gerente de projeto

SEGREDOS

Criar uma associação representativa. A associação é o contato principal para todas as atividades e garante o controle de qualidade de todos os eventos. Um líder da programação colabora com as instituições e programa as atividades culturais. Além disso, um “mestre da praça” tem o papel de ligar os residentes que moram na proximidade, os empreendedores e a prefeitura.

Conectar o interior e o exterior dos prédios. Os prédios e as instituições culturais em volta da praça eram orientados para dentro, e não mostravam o que lá acontecia. Agora, o saguão do teatro está aberto para o público, e está-se renovando a casa de shows, criando uma entrada mais hospitaleira e aberta. Programação, programação, programação. Para que a Schouwburgplein se tornasse um espaço público vibrante, mais atividades e eventos foram necessários. Novas atividades e eventos na praça a ativaram e atraíram novos visitantes.

LIÇÕES

Determinar o perfil do lugar. Regule o tipo das atividades e eventos de acordo com o perfil de qualidade da praça e as suas instituições. Para a Schouwburgplein, esse é o ponto de partida para todas as atividades e eventos. O perfil das localidades tem um status formal, determinado pela câmara municipal, e algumas regras rígidas em relação ao barulho e o tipo de eventos. O perfil de localidades também é útil para a comunicação com os habitantes da vizinhança nas discussões sobre possíveis eventos. Transformações lentas e a passos pequenos: Ao invés de realizar alguns grandes eventos e atividades, a associação trabalha para uma transformação de longo prazo da praça. Leva tempo construir novas tradições e mudar a aparência física. Essas transformações lentas se aplicam à natureza de “ser a cidade”.

IMPACTO

O resultado primário é um programa ativo e estrutural (desde 2011) com eventos organizados pelas instituições e atores “externos”. Uma parte da programação consiste de eventos maiores, de vários dias, que são repetidos todo ano, como por exemplo, o Circus City Festival (Festival da Cidade do Circo), e a Dance Week (Semana da Dança), mas também eventos menores, semanais, nos domingos, como sessões de yoga e performances. Em 2009, ocorreram apenas 11 eventos na praça; em 2014, esse número aumentou para 60. Esses eventos atraíram 75.000 visitantes. O objetivo final é oferecer aproximadamente 100 eventos na praça em 2016. Mais do que nunca, a Schouwburgplein ganhou a reputação de uma praça cultural de Roterdã.

FAZER

  • Colaboração entre todos os atores com objetivos comuns
  • Ativar através de programas e eventos
  • Abrir os plinths e andares térreos para o público

Hey, you!
We’re searching for new writers and stories about plazas and city centers.

Interested? Join The City At Eye Level and share your story!

Discover more

CONCLUSÃO

A transformação lenta da Schouwburgplein em uma praça cultural vibrante consiste de aspetos físicos, funcionais e organizacionais. A associação funciona bem para que todos os atores colaborarem na melhoria da praça, fisicamente e funcionalmente. Enquanto melhorar a qualidade do espaço público e fortalecer a relação com os plinths do prédio, a programação de eventos culturais e atividades atrairá mais visitantes e trará vida pública à praça. Nos últimos anos, a programação de atividades fez com que o número de produções culturais das instituições e também dos eventos externos aumentasse.

RELATED
STORIES

All stories